O cidadão do Reino Unido que não recebeu nenhuma dose da vacina contra a covid-19, agora pode viajar para a Espanha desde que mostre um teste PCR ou de antígeno negativo na chegada. 

A decisão do governo passou a valer no sábado (21), já os passageiros dos demais países  ainda precisarão apresentar comprovante de vacinação.

Anteriormente, o aumento das restrições significava que os viajantes do Reino Unido só podiam entrar na Espanha com certificado de vacina ou prova de recuperação do vírus.

O Reino Unido, por sua vez, já havia removido todas as restrições contra a doença para viagens internacionais desde o dia 18 de março.

Isso incluiu formulários de localização de passageiros e testes para passageiros que não se qualificam como vacinados.

Outros países europeus seguiram o exemplo, como Áustria, Grécia, Suíça, Bulgária, Croácia, Lituânia, Suécia, Sérvia, Eslovênia e Eslováquia, não tendo mais restrições covid, de viagem para visitantes.

À medida que a última onda dessa cepa se dissipou, países de todo o mundo afrouxaram suas restrições de viagem do Covid para receber visitantes novamente.

No sábado, o ministro do Turismo espanhol, Reyes Maroto, disse que a “nova fase da pandemia” significa que o país pode relaxar as regras ao equiparar os viajantes de fora da UE aos da UE e dos países associados a Schengen.

“Esta é uma excelente notícia, muito aguardada pelo setor do turismo”, disse Maroto, acrescentando: “A Espanha está se tornando um dos destinos mais desejados do mundo”.
Colaboração BBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.